Algumas profissões são regulamentadas no Brasil e apenas profissionais graduados em determinado curso podem exercer tal profissão. Os principais são os profissionais da área da saúde, como médico, dentista, farmacêutico, dentre outros. Em outras áreas há o contador, jornalista, engenheiro, professor, etc.
    Estas são profissões que exigem responsabilidade técnica, ou seja, o profissional precisa ser habilitado e ter conhecimentos para desenvolver sua função pois lidam com atividades que tem maior potencial de causar danos à vida e à sociedade.
    Outras profissões possuem curso superior, contudo, qualquer pessoa, mesmo sem ter feito tal curso, pode exercê-la, como por exemplo as profissões de administrador, design, filósofo, turismólogo, profissões da área de informática, etc.
    Há debates quanto a regulamentação de tais profissões. Os argumentos são visando melhores condições de trabalho para estes profissionais e o aumento das oportunidades de trabalho. Algumas pessoas dizem que um administrador tem grandes responsabilidades, haja visto que pode contribuir para a falência de uma empresa, impactando a sociedade devido ao desemprego que irá gerar.
    Podem ser argumentos interessantes mas não considero necessário que tais profissões sejam regulamentadas pois o mercado acaba selecionando os verdadeiros profissionais em detrimento dos não qualificados. No caso do administrador, por exemplo, um bom profissional, que seja graduado, terá muito mais a oferecer do que o proprietário de uma empresa que, pode ter muito conhecimento na atividade fim do negócio, mas não quanto à ciência da administração. Infelizmente há muitas pessoas e proprietários de empresas gerindo seus negócios de maneira inapropriada, não visualizando as melhorias que poderiam ter ao contratar um profissional para isto, ainda que em tempo parcial ou por meio de consultorias. Contudo, não é por força de lei que será aberto espaço para os profissionais qualificados.
    Nos últimos tempo tem virado moda um grupo de profissionais que trabalham com Coach. É uma palavra da língua inglesa que significa, neste contexto, treinador ou tutor. O Coach é uma pessoa que oferece suporte, com objetivo de aumentar o desempenho, utilizando técnicas, ferramentas e metodologias, em parceria com quem está sendo capacitado (pessoas ou empresas) (Definição baseada na Sociedade Brasileira de Coaching). Existem diversos cursos de coach e pode haver diferenças entre as metodologias empregadas, contudo, pode-se dizer que se você instruiu alguém para obtenção de melhores resultados é um processo de coaching, independentemente de você ter feito ou não algum curso. No entanto, há instituições que dizem representar este método no país e pregam uma falsa imagem de que a função é regulamentada, como se apenas quem fizer um curso, que não é a nível de graduação nem pós graduação, pode intitular-se Coach. Com raras exceções as instituições oferecem cursos rápidos (é possível fazer em 24 horas), sem exigência de formação, sequer superior, com preços que podem ultrapassar R$ 10.000,00. Contudo, um profissional que cursou uma graduação e uma pós graduação não pode usar uma simples palavra para caracterizar seu serviço, ou seja, não pode ser um coach, mas alguém sem conhecimentos pode fazer um curso rápido e ser coach. Então quem fez o curso pode aprender técnicas de tutoria mas não precisa ter um conteúdo a ser ensinado?
    Há uma grande onda de formação de profissionais que logo serão coach para coachs. Na hora de contratar um profissional, seja de que área for, esteja atento ao conhecimento e as capacidades do mesmo e não de palavras as quais este profissional utiliza para se esconder.

 

Em 28 de dezembro de 2018 o MEC publicou a Portaria nº 1.428, que dispõe sobre a oferta de disciplinas na modalidade a distância em cursos de graduação presencial, despertando a...
Muitos foram surpreendidos com a publicação da Portaria do Ministério da Educação nº 1.421, de 28 de dezembro de 2018,  a qual define novos períodos para solicitação de:...
Índices de avaliação do MEC
Quarta, 19 Dezembro 2018
O Ministério da Educação (MEC) divulga diversos índices de qualidade das Instituições de Ensino Superior e seus cursos. Entenda cada um deles: Conceito Preliminar de Curso (CPC) O...
Obsolescência programada
Quarta, 22 Junho 2016
Antigamente os produtos eram extremamente duráveis. Móveis e eletrodomésticos eram fortes e resistentes, “feitos para a vida toda”. A partir dos anos 2000, as coisas começaram a ficar...
A comunicação e a Capivara
Sexta, 19 Fevereiro 2016
A comunicação é fundamental para qualquer empresa informar seus cliente e potenciais clientes sobre suas atividades, produtos, serviços, etc. Os meios de comunicação estiveram sempre em...
Até a década de 1990 os comerciais de carros, na TV, destacavam os atributos do veículo, como freios, segurança, consumo, etc. Já no final daquela década as mídias passaram a...
Ao aguardar em uma fila de banco os minutos se tornam horas e não é preciso fazer nenhuma pesquisa para constatar que ninguém gosta de aguardar. Supondo que o banco estivesse...
Escolhendo o nome da empresa
Sábado, 30 Janeiro 2016
Algumas pessoas começam um negócio pensando no nome, outras deixam isto para o final. Grandes empresas, fazem até pesquisas de mercado para criar nomes de novas empresas ou...
A importância do ponto comercial
Sábado, 30 Janeiro 2016
O ponto comercial pode ser um fator crucial para o novo empreendimento. O primeiro fator analisado é o preço do aluguel, que deve ser viável de acordo com o planejamento do...
    Muitos dizem que nada melhor do que aprender na prática, observando e fazendo. Realmente a vivência é muito rica, mas isto não significa, ao contrário do que muitas empresas...
A vantagem econômica certamente é almejada e trabalhada por todas as empresas a fim de se manterem no mercado e gerar renda para os seus proprietários e acionistas. No entanto, as...
A estratégia do oceano azul
Domingo, 10 Janeiro 2016
O livro “A estratégia do oceano azul”, dos autores Renée Mauborgne e W. Chan Kim é uma leitura fácil e muito explicativa que apresenta dois cenários de negócios: As empresas do...
É possível classificar os empreendedores em dois tipos. O primeiro é aqueles que inicia um negócio porque identificou uma oportunidade de mercado. Não necessariamente esta pessoa tem...
Polos Comerciais
Terça, 08 Dezembro 2015
Abrir uma empresa, principalmente um comércio, requer uma boa análise quanto ao local onde instalar o negócio. Se você estiver planejando abrir uma loja de calçados, por exemplo, no...
Ganhando visibilidade
Domingo, 06 Dezembro 2015
Em 2 de agosto de 2015 houve uma luta de MMA entre Ronda Rousey e a brasileira Bethe Correia. Foi a 9ª luta da carreira de Bethe e a 12ª de Ronda. Embora ambas estivessem invictas...
Como elaborar uma pesquisa de satisfação
Segunda, 30 Novembro 2015
Conhecer o cliente, seus interesses e sua satisfação é fundamental para adequar o seu negócio e pensar suas estratégias, marketing e esforços de venda. Cada empresa precisa...
Regulamentação de profissões
Segunda, 30 Novembro 2015
    Algumas profissões são regulamentadas no Brasil e apenas profissionais graduados em determinado curso podem exercer tal profissão. Os principais são os profissionais da área da...
Banco de dados e informações do cliente
Sábado, 28 Novembro 2015
Há alguns dias recebi um e-mail com a seguinte frase: “Seu contato conosco em 19/05/2010 demonstrou seu interesse por produtos e serviços relacionados às telecomunicações e acesso...
Muito se fala em sustentabilidade, seja nas empresas, na sociedade e nos países, mas quem são os profissionais que devem ser buscados quando desejamos tratar deste assunto? A...
Diversificação X Especialização
Sexta, 27 Novembro 2015
Quando pequeno eu tinha uma piada costumeira com minha irmã. Ao chegar em casa com pão um perguntava ao outro onde havia comprado e em tom irônico a resposta era “na farmácia”....